MENU

Dicas para relaxar após um dia intenso de estudos

Praticar algum exercício físico para relaxar a musculatura é essencial depois de horas de estudos, diz especialista

às 14h25
Fazer exercícios com grandes movimentos e contrair os músculos por pouco tempo ajudam a relaxar o corpo após um dia de estudos (Unsplash)
Fazer exercícios com grandes movimentos e contrair os músculos por pouco tempo ajudam a relaxar o corpo após um dia de estudos (Unsplash)
O professor Felipe Cerqueira, do curso de Fisioterapia da Unit Sergipe
Compartilhe:

Depois de um dia intenso de estudos, na maior parte do tempo sentado numa mesma posição, é sempre bom praticar algum exercício físico para conseguir relaxar a musculatura. Mas, a dica dos especialistas é que os exercícios sejam feitos também no momento do estudo, segundo explica o professor Felipe Cerqueira, do curso de Fisioterapia da Universidade Tiradentes (Unit Sergipe).

“A gente acaba passando muito tempo na mesma posição, normalmente sentado, durante o período de estudo e a principal recomendação é variar a posição. Se a pessoa passou 50 minutos naquele mesmo lugar estudando, levanta um pouco, faz um alongamento, anda um pouco pela casa, vai beber água, volta e senta novamente. O grande problema é ficar na mesma posição sempre”, frisou. 


Então, se a pessoa consegue variar de posição, mudando-a de tempos em tempos, o estresse após um dia inteiro de estudo é bem menor. “Mais importante do que o que ele vai fazer depois de um longo período de estudo, é o que ele faz durante. Devendo estar sempre mudando de posição, ou fazendo alguma atividade do tipo”, explicou. 

Exercícios recomendados

Mas, se mesmo depois de adotar essas práticas durante um período longo de estudo, a pessoa sentir o corpo dolorido, o ideal é fazer exercícios de movimentos de grande amplitude logo após. Isso porque, quando a pessoa fica muito tempo sentada, acaba muito tempo encolhida na mesma posição.

“Então, é interessante fazer exercícios que envolvem grandes movimentos como, por exemplo, esticar os braços como quem vai tocar o teto, esticar os braços como quem vai tentar tocar o chão, esticar o tronco para trás como quem vai olhar o teto, esticar o tronco para frente como quem vai olhar para o chão. São movimentos sempre no limite das amplitudes, grandes, e isso ajuda a lubrificar as articulações, esticar um pouco os músculos e dar um relaxamento”, orientou.

Outra dica muito boa em termos de exercícios para o relaxamento muscular, é contrair fortemente os músculos por pouco tempo. “Por exemplo, um dos músculos que a gente sente mais dolorido depois de um longo tempo na mesma posição, é o músculo que fica entre o ombro e o pescoço, o que nós chamamos de trapézio superior. Esse músculo, na parte de cima dos ombros, é o que mais tensiona. Então, se o aluno fizer uma contração forte nesses músculos, empurrar contra a orelha para cima e segurar isso por três, quatro segundos e depois relaxar de uma vez, ele consegue atingir um relaxamento muito grande após o exercício”, recomenda Cerqueira.

O professor explica que depois de toda contração muscular vem o período de relaxamento, então se o indivíduo consegue repetir esse exercício por quatro ou cinco vezes, ele relaxa bastante essa musculatura na região dos ombros. “E isso vale para quase todos os músculos do corpo. Ou seja, pode fazê-lo sentado e depois deitado, se concentrar no braço direito, tentar contrair todos os músculos do braço direito e relaxar de uma vez. Faz isso no outro braço, em uma perna e na outra. Então, em termos de exercícios seriam exercícios de grande amplitude e de grande movimentos e contrações bem intensas por pouco tempo”, reforçou.

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: