MENU

Por que você não pode ficar tão à vontade em uma entrevista de emprego

A timidez atrapalha, mas a descontração em excesso também é prejudicial. Conheça dicas de empregabilidade do UNIT Carreiras

às 12h50
Compartilhe:

Candidatos estão sendo constantemente avaliados durante uma entrevista de emprego. Tudo conta: a forma como se apresentam, o conhecimento sobre a empresa, como se posicionam na hora de falar, se prepararam-se para dar respostas e, principalmente, como se comportam perante os questionamentos e desafios propostos.

Como a entrevista pode ser um dos momentos mais desafiadores da vida de um candidato, os recrutadores procuram agir em busca de deixá-los à vontade para que afastem o nervosismo e a ansiedade e deem seu melhor.

No entanto, alguns candidatos acabam se esquecendo do caráter do encontro – e tendem a se prejudicar com isso. Por isso, é preciso tomar cuidado. Criamos um ambiente mais acolhedor para que aquele candidato não se sinta intimado, mas não deixa de ser um encontro profissional.

Por se sentirem à vontade demais, muitos candidatos acabam levando a entrevista como brincadeira – e, definitivamente, esse não é o ponto.

Segundo o coordenador do UNIT Carreiras, prof. Guilherme Aragão, até mesmo em um ambiente de trabalho informal, o candidato deve apresentar-se com seriedade. “Existem casos de profissionais que mudaram totalmente a postura, começaram a falar gírias e, até mesmo, palavrões. Esse posicionamento não é bem visto em nenhuma organização”, reforça.

Para ir bem na entrevista, a dica é: aprenda a manter o equilíbrio. “Uma pessoa muito quieta pode passar a imagem de tímida ou desinteressada; assim como uma que fala demais, pode demonstrar despreparo e nervosismo – e, inclusive, atrapalhar o desenrolar da conversa”, salienta Guilherme Aragão.

Os extremos e exageros nunca são favoráveis para um profissional. Uma conduta inadequada é um dos principais fatores eliminatórios durante um processo seletivo. “Manter uma boa postura é tão fundamental quanto controlar o nervosismo”, finaliza o gestor do UNIT Carreiras.

Compartilhe: