MENU

Fisioterapia esportiva: importante para atletas amadores e profissionais

A especialidade é fundamental na prevenção das lesões e no tratamento dos problemas físicos que afetam os atletas

às 14h39
Voltada para a recuperação e prevenção de lesões físicas, a fisioterapia esportiva é uma das várias possibilidades de atuação dentro da profissão (Yaron Richman/Unsplash)
Voltada para a recuperação e prevenção de lesões físicas, a fisioterapia esportiva é uma das várias possibilidades de atuação dentro da profissão (Yaron Richman/Unsplash)
Compartilhe:

A Fisioterapia, como uma das ciências da área da saúde, tem muita contribuição a dar aos atletas, sejam eles profissionais ou amadores. A prática de atividade física se difunde cada vez mais entre as pessoas, sem contar os atletas de alto rendimento em diferentes modalidades. Todos eles são potenciais pacientes do profissional de Fisioterapia que atua na área esportiva.

A valorização da vida saudável na sociedade atual faz com que a prática de atividades físicas se intensifique. No entanto, toda atividade física deve ser executada sempre com orientação de um profissional especializado e após avaliação médica que permitam a segurança na prática esportiva, seja ela uma caminhada, corrida, natação, bicicleta, artes marciais, dentre outros muito populares hoje em dia.

Seja qual for a modalidade esportiva, haverá a necessidade de uma investigação pelo fisioterapeuta, de acordo com a área do corpo mais exigida durante a prática. Esportes de impacto, como vôlei, corrida, futebol e basquete, apresentam maior risco de gerar problemas nos ombros, quadril, joelho e tornozelo. 

E para cada situação, este profissional irá orientar o tratamento mais adequado. As técnicas mais utilizadas pelo fisioterapeuta esportivo para a avaliação e correção do movimento são o alongamento e terapias manuais como osteopatia, termoterapia, eletroterapia e crioterapia (gelo), entre outras. 

Características

Também chamada de fisioterapia desportiva, a prática é responsável por identificar, tratar e recuperar as lesões causadas pelo exercício físico. Auxilia os seus praticantes a melhorar desempenho e rendimento nos treinos e competições, além de colaborar para a prevenção de dores e lesões, cãibras, tendinites, lesões musculares, lombalgias, entre outros problemas.

Contribui ainda para a redução do tempo de tratamento e retorno mais rápido à prática esportiva. Nessa especialidade, o fisioterapeuta geralmente trabalha em conjunto com o preparador físico ou com o treinador do atleta, realizando atividades e exercícios preventivos de reequilíbrio muscular, que ajudam a reduzir o tempo de tratamento de eventuais lesões. 

Avaliação fisioterápica

Antes de dar início a uma atividade esportiva é necessário passar por uma avaliação médica e fisioterápica, que permitirá identificar possíveis alterações posturais ou mesmo musculares. São verificadas áreas como coluna, joelhos e ombros, quadril e tornozelos, para avaliar a correta execução do movimento durante a prática esportiva. Tais desvios e complicações, se não percebidos precocemente, podem prejudicar a saúde do atleta, trazendo, ao invés de um benefício, um problema para o atleta de fim de semana ou de alta performance. 

Asscom | Grupo Tiradentes 

Compartilhe: