MENU

Empreendedorismo amplia campo de atuação da Enfermagem

Criação de empresas, produtos, processos e serviços inovadores no atendimento ao paciente integram a inovação da enfermagem

às 18h42
Profissionais de enfermagem podem atuar em áreas como assistência direta ao paciente, gestão, auditoria e consultorias, entre outras (Pixabay)
Profissionais de enfermagem podem atuar em áreas como assistência direta ao paciente, gestão, auditoria e consultorias, entre outras (Pixabay)
Andréa Rosane Silva, coordenadora operacional de Enfermagem e Psicologia da Unit Pernambuco
Compartilhe:

Está previsto ainda para esse ano um grande evento nacional envolvendo os Conselhos de Enfermagem que vai destacar a atual tendência do protagonismo e da inovação aplicados à área. Esses profissionais, que fazem parte da equipe linha de frente dos cuidados com a saúde, têm ampliado o âmbito de atuação profissional para muito além das clínicas médicas e hospitais.  

Serviços inovadores estão sendo ofertados no atendimento ao paciente, sendo também uma forma de lidar com a incerteza e a complexidade associadas ao trabalho. A categoria tem lutado e alcançado cada vez mais reconhecimento e valorização da sociedade na sua prática usual, mas a enfermagem também tem buscado o empreendedorismo a partir da criação de empresas, oferta de produtos, processos e serviços criativos.

De acordo com a doutora em Enfermagem e professora Andréa Rosane Sousa Silva, que está à frente da coordenação operacional dos cursos de Enfermagem e Psicologia do Centro Universitário Tiradentes (Unit Pernambuco), os consultórios de enfermagem estão em destaque atualmente. Para isso, a constante atualização profissional e a primazia nos serviços prestados faz a diferença.

“Temos muitos enfermeiros empreendedores de sucesso hoje em dia, mas são muitas as áreas de atuação do profissional. Há um leque enorme de escolhas, desde a assistência direta ao paciente como gestão, auditoria, consultorias entre outras”, aponta a coordenadora, acrescentando que um grande desafio atual é cada vez mais trazer a ciência e sua importância para o fortalecimento da profissão.

Demanda profissional

Mas antes de empreender é preciso galgar uma formação de qualidade. Devido a crise pandêmica, existe atualmente uma demanda crescente por enfermeiros e enfermeiras bem treinados. “Hoje existe um déficit de pessoal no mercado, assim necessitando sempre de novos profissionais capacitados e formados para atuar na profissão”, informa Andréa Silva, ressaltando o papel do profissional.

A Universidade Tiradentes, que oferece o curso de Enfermagem em todos os suas unidades (Sergipe, Alagoas e Pernambuco), conta com uma graduação de excelência técnica. “Na preparação do estudante na Unit o currículo está estruturado em ciclo básico e profissional. A todo momento o estudante tem contato com a prática, com o auxílio de professores mestres e doutores com experiência profissional e que utilizam metodologias ativas em todo o processo de ensino aprendizagem”, explica a Doutora Andréa Silva.

Empreendedorismo na enfermagem

Profissionais de enfermagem que queiram empreender precisam buscar uma preparação extra, para adquirir ferramentas para o empreendedorismo em Saúde. São técnicas que abrangem temas relacionados ao comportamento empreendedor tais como marketing, finanças, modelagem e formalização de negócios, entre outras.

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: