MENU

Pele seca x desidradata: qual a diferença?

Confira sintomas e dissemelhanças de cada uma

às 10h25
Compartilhe:

A pele seca e a desidratada parecem iguais à primeira vista, mas elas têm suas diferenças e especificidades. Ambas precisam de cuidados à parte, com produtos específicos para cada tipo. Confira sintomas e dissemelhanças de cada uma:

A pele seca, possui uma densidade diminuída de glândulas sebáceas – são elas que produzem o sebo e a oleosidade. Com isso, ela fica áspera, escamosa, com vermelhidão, irritada e super sensível. Pode ser natural do indivíduo desde que ele nasce, como também é possível surgir após a vida adulta, quando a derme está madura. Além da região do rosto, a secura é capaz de aparecer nas mãos, costas e pernas. 

Não existe cura para esse tipo de pele, mas alguns tratamentos podem ser feitos para diminuir seus sintomas e sinais, como usar hidratantes espessos com cerâmicas e lipídios, que retêm a umidade, protegem e diminuem inflamações; esfoliação pelo menos uma vez por semana que retira as células mortas e usar creme anti-idade, que retarda o envelhecimento precoce são opções.

Já a pele desidratada ocorre por conta de fatores externos. Exposição ao sol sem proteção, diretas, uso de alguns medicamentos leva à desidratação da derme, causando coceira, descamação e perda de elasticidade.

Para evitar a desidratação da pele, é ideal não tomar banhos quentes, utilizar sabonetes ideais para o tipo de pele, ter uma alimentação saudável, beber entre 2 a 3 litros de água e usar produtos que tenham muita água, a base de ácido hialurônico, glicerina e ureia.

Compartilhe: