MENU

O que é um marcapasso e quando se deve utilizar?

O funcionamento do coração pode ser comprometido por conta de doenças ou alterações

às 12h55
Compartilhe:

O coração tem a função de bombear sangue para todo o corpo, através de contrações e relaxamentos (sístoles e diástoles), assim, garantindo que o oxigênio e os nutrientes fundamentais cheguem a todas as células, mantendo o bom funcionamento corporal. Entretanto, algumas vezes, seja por doenças crônicas ou alterações cardíacas, o coração pode ter seu funcionamento comprometido e, para que não haja prejuízos ao corpo, a solução é utilizar um marcapasso.

O marcapasso cardíaco é um pequeno aparelho feito de titânio que é implantado próximo ao coração, com o objetivo principal de monitorar os batimentos cardíacos, assim como controlá-los e estimulá-los caso estejam muito lentos. Ele é indicado em algumas situações como a bradicardia, doença do nó sinusal, cardiomiopatia hipertrófica, bloqueio atrioventricular, doença cardíaca congênita, insuficiência cardíaca grave e outras.

O aparelho funciona a pilhas que podem durar entre 5 e 15 anos e existem três variações dele: o marcapasso definitivo, transcutâneo e transvenoso, sendo escolhido de acordo com a gravidade do paciente. Além disso, pode ser utilizado de forma temporária ou definitiva.

Compartilhe: