MENU

Mostra alerta sobre a importância da doação de órgãos


às 17h57
Compartilhe:

DSC_0007 - CópiaUma animada mostra, organizada por alunos e alunas do 8º período da graduação em Enfermagem, da UNIT, alertou sobre a importância da doação de órgãos e tecidos como córneas, fígado, pulmão e medula para salvar vidas.

A iniciativa foi realizada no hall do Anexo Saúde II, na Caxangá, sendo dividida em duas partes: a apresentação de estandes com informações sobre o processo de doação.

A atividade foi desenvolvida através de uma prática interdisciplinar envolvendo as disciplinas de Metodologia Científica, sob a chefia da Profa. Andrea Rosane, Enfermagem na Atenção à Pacientes Críticos, da profa. Elizandra Cássia e Auditoria em Enfermagem, com a profa. Natália Lefosse.

Na ocasião os alunos propuseram formas de maximizar o número de doações, mesmo com um aumento de 90% nos últimos seis anos de pacientes que receberam órgãos transplantados. De acordo com o Ministério da Saúde, entre 2008 e 2013, o número de pessoas na lista de espera teve redução de 42%, passando de 64.774 para 37.736.

Ainda segundo dados da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) o Brasil é apontado como o país com o segundo maior número de procedimentos em todo o mundo.

Outra questão salientada pelas alunas – e que muitas vezes dificulta a obtenção de doações – é a falta de informação e o preconceito que cercam os transplantes.

Na mesma noite, estudantes do 5º período, apresentaram os resultados das experiências como docentes em escolas de nível médio e técnico de enfermagem.

Entre os temas trabalhados destacam-se: HPV, DST´s/HIV, pediculose, métodos anticoncepcionais, gravidez na adolescência. A iniciativa está dentro da cadeira de “Métodos Pedagógicos Aplicados a Enfermagem”, ministrada pela profa. Andrea Rosane.

Segundo a docente, na ação os alunos puderam colocar a prova os métodos e técnicas de ensino aprendidos em sala de aula. “Quando formados e atuando como enfermeiros, os profissionais atuarão com maior propriedade no que diz respeito a educação em saúde, já que a mesma é uma atividade inerente as ações desenvolvidas pela enfermagem no processo do cuidar”, contou.

Compartilhe: