MENU

Mercosul vai premiar pesquisas na área de Tecnologias Assistivas

Trabalhos de estudantes e pesquisadores de países do Mercosul devem envolver benefícios para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida

às 18h27
Os melhores trabalhos de estudantes e pesquisadores de países do Mercosul podem ganhar prêmios de até R$ 45 mil
Os melhores trabalhos de estudantes e pesquisadores de países do Mercosul podem ganhar prêmios de até R$ 45 mil
Compartilhe:

Começaram nesta segunda-feira, 19, as inscrições para o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia 2021, promovido pelos ministérios e órgãos gestores de Ciência e Tecnologia do Brasil e dos outros países membros ou associados (Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Equador, Peru, Colômbia e Venezuela), em conjunto com a Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do Mercosul (RECyT). A iniciativa tem o objetivo de premiar e divulgar os melhores trabalhos realizados por estudantes, pesquisadores e grupos de pesquisas em faculdades, universidades e institutos do bloco regional. 

A edição deste ano tem como tema Tecnologia Assistiva, englobando estudos na área e auxílios técnicos no desenvolvimento de produtos, equipamentos, dispositivos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que tenham por objetivo promover a funcionalidade e a acessibilidade, relacionada à atividade e à participação de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. De acordo com a organização do prêmio, a escolha do tema se deu “pela crescente conscientização da importância da inclusão de todos os cidadãos como membros partícipes e ativos na construção de uma sociedade justa e equânime”.

O Prêmio Mercosul contempla cinco categorias: Integração (equipes de pesquisa, com estudantes e professores), Iniciação Científica, Estudante Universitário, Jovem Pesquisador (estudantes e formados até 35 anos) e Pesquisador Sênior (acima de 36 anos). Podem participar estudantes, professores ou egressos dos cursos de graduação, mestrado e doutorado, além dos ensinos Médio, Técnico e Educação de Jovens e Adultos. A pré-seleção fica a cargo do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Os melhores trabalhos, a serem escolhidos por uma Comissão Julgadora composta por cientistas dos países membros do Mercosul, serão publicados em livro, e seus autores receberão prêmios entre R$ 15 mil e R$ 45 mil. 

As inscrições, com a respectiva submissão dos trabalhos de pesquisa, devem ser feitas até 18 de fevereiro de 2022, às 18h (horário de Brasília), pela página oficial do Prêmio Mercosul. Cada trabalho a ser submetido deve estar concluído ou em andamento, estar escrito em um dos idiomas oficiais do Mercosul (português ou espanhol) e atender às regras previstas no edital do prêmio, também disponível no site. Outras informações poderão ser esclarecidas através do email premios@cnpq.br

Asscom | Grupo Tiradentes
com informações do CNPq

Compartilhe: