MENU

III Jornada de Biomedicina

Iniciativa teve como objetivo esclarecer a respeito das novas possibilidades de mercado daquela que é uma considerada uma das “profissões do futuro”.

às 15h01
Esclarecer a respeito das novas possibilidades de mercado daquela que é uma considerada uma das “profissões do futuro”. Este é o objetivo da III Jornada de Biomedicina, da Faculdade Integrada de Pernambuco - UNIT.
Profs. Alicelly e Emerson e o Dr. Felipe Almeida
Gilberto Pacheco
Diretor-acadêmico prof. Evandro Duarte e o prof. Emerson Araújo
Coord. da graduação em Biomedicina, prof. Emerson Araújo
Compartilhe:

Esclarecer a respeito das novas possibilidades de mercado daquela que é uma considerada uma das “profissões do futuro”. Este é o objetivo da III Jornada de Biomedicina, da Faculdade Integrada de Pernambuco – UNIT.

A iniciativa prioriza a ciência que atua no campo de interface entre Biologia e Medicina, voltada para a pesquisa das doenças humanas, seus fatores ambientais e ecoepidemiológicos, com o objetivo de compreender as causas, efeitos, mecanismos e desenvolver e/ou aprimorar diagnósticos e tratamentos.

Na conferência de abertura, o perito criminal, do Instituto de Criminalística, Gilberto Pacheco, apresentou “A biomedicina na prática forense”, detalhando como o profissional formado na área pode atuar na solução de perícias envolvendo crimes.

“Em um cenário onde ocorreu um crime, tudo é importante, desde um fio de cabelo, pedaços de tecidos, um cigarro, um móvel fora de posição. Tudo é montado como um grande “quebra-cabeças”, e cabe ao perito recontar essa história utilizando o conhecimento técnico-científico junto a perspicácia”, afirmou.

Tendo participado de investigações de casos de bastante repercussão no estado, Gilberto Pacheco contou como amostras examinadas em laboratórios podem incriminar ou inocentar pessoas acusadas.

No segundo dia do evento, a tônica foi voltada ao debate sobre uma das mais antigas práticas da medicina tradicional chinesa. Com o tema “O biomédico na acupuntura”, o Dr. Felipe Almeida destacou as particularidades da atuação do biomédico no tratamento com agulhas.

Em sua fala, o conferencista salientou a contínua demanda por profissionais que atuem com excelência e a necessidade permanente de atualização de conhecimentos.

No encerramento da III Jornada de Biomedicina, o assunto em destaque foi “Avanços da Biologia Molecular no diagnóstico”, apresentado pela graduada Pollyana Carneiro.

Com experiência em biologia molecular, a profissional atua no Laboratório Marcelo Magalhães, um dos mais conceituados de Pernambuco.

Segundo o coordenador da graduação em Biomedicina, da UNIT, prof. Emerson Araújo, o saldo da realização da III Jornada de Biomedicina foi extremamente positivo. “O encontro serviu para desmistificar e mostrar aos atuais estudantes e futuros profissionais, a abrangência de áreas de atuação que existem para o biomédico, a destacar, a pesquisa, análises clínicas, bancos de sangue, acupuntura, biologia molecular, genética, dentre outros. Por estes motivos, considero a biomedicina como uma das profissões do futuro”, finalizou o docente.

Compartilhe: