MENU

Dezembro laranja: campanha alerta para cuidados com a pele

A chegada do verão no próximo dia 21 é o principal ponto de atenção com os cuidados da pele, alerta a Sociedade Brasileira de Dermatologia

às 19h04
Reprodução: iStock
Reprodução: iStock
Compartilhe:

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), criou a campanha do dezembro laranja para conscientizar a população sobre a necessidade de cuidados com a pele, e principalmente, a prevenção contra o câncer de pele, considerando a chegada do verão e as altas temperaturas da época.

O câncer de pele é o mais comum no país e afeta cerca de 180 mil pessoas por ano, esse número corresponde a 33% dos diagnósticos de todos os tipos de câncer do Brasil, conforme aponta o relatório do Instituto Nacional de Câncer (INCA). O melanoma é o tipo de câncer de pele mais comum e menos agressivo, são 97% dos diagnósticos, já o melanoma compreende-se como o mais agressivo e costuma afetar rapidamente demais órgãos do corpo.

Os especialistas afirmam que a doença tem grandes chances de tratamento quando identificada nas fases iniciais. Apontam ainda, que a prevenção se faz basicamente com o uso regular de protetor solar compatível com a tonalidade de pele, isto é, as pessoas pretas podem fazer uso de protetores fator de proteção solar entre 10 e 30, considerando a sensibilidade da pele, pardas devem fazer uso de protetores entre 30 e 45, já as pessoas de pele muito claras devem fazer uso dos fatores de proteção solar mais altos, entre 45 e 90. Hidratar-se bebendo água, utilizar bonés e evitar longos períodos de exposição ao sol também são atos necessários de proteção, principalmente nos horários próximos ao meio-dia, período de alta incidência de raios UVB – inimigos da pele.

E o alerta dos profissionais da dermatologia para a população mais descuidada é, além de proteger, ficarem atentas aos sinais do câncer de pele, que podem ter várias formas e características.

Veja a seguir os indícios: 

Os não melanomas podem apresentar indícios como: 

  • Pequenas feridas ou nódulos brancos, rosados ou avermelhados que podem coçar ou não;
  • Feridas que crescem rapidamente e podem formar casca e extrair secreção;
  • Ferida que não sara;
  • Verrugas que apresenta evolução relativa ao tamanho;

Os melanomas, tipo maligno da doença, são identificados através das seguintes características:

  • Sinal escuro na pele com formas irregulares;
  • Coceira e descamação em uma área específica;
  • Alteração de aspectos da pele nas proximidades de um sinal existente;

Fique tranquilo

Nem toda mancha na pele pode ser câncer, mas qualquer alteração deve ser avaliada junto ao médico dermatologista, então é importante buscar auxílio do profissional apto ao diagnóstico de qualquer doença e para que seja tratada o mais rápido possível.

Compartilhe: