MENU

Síndrome dos Ovários Policísticos atinge mulheres em idade reprodutiva

Aumento de peso sem motivo, excesso de pelos no rosto e no corpo e acne podem ser sintomas

às 19h57
Compartilhe:

Aumento de peso sem motivo aparente, excesso de pelos no rosto e no corpo, acne e irregularidade na menstruação podem ser sintomas da Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP). É um distúrbio hormonal muito comum, que afeta cerca de 2,5 milhões de brasileiras por ano, mas ainda não é discutido com tanta frequência.

As mulheres em idade reprodutiva, dos 20 aos 40 anos, estão mais suscetíveis a desenvolverem a SOP, que tem como característica principal o aparecimento de pequenos cistos nos ovários. Ela está ligada diretamente a alterações hormonais, como o aumento da testosterona, por exemplo, que é um hormônio masculino – por isso o crescimento anormal do peso e de pêlos.

Além dos sintomas citados, mulheres nessa condição também podem sofrer com queda de cabelo, depressão, obesidade e, até mesmo, infertilidade.

O diagnóstico é feito através de exames de sangue e de imagem, para que seja possível avaliar os ovários e as taxas hormonais presentes na corrente sanguínea, como o LH, FSH, prolactina, T3, T4 e testosterona. Após a confirmação, o tratamento é iniciado, geralmente com pílulas anticoncepcionais para regular a menstruação, acompanhamento nutricional – em pacientes obesas, a perda de peso e um estilo de vida saudável auxiliam na reversão do quadro, medicamentos para prevenir diabetes e evitar colesterol elevado ou o Clomifeno, se a mulher deseja ter filhos, pois ajuda no tratamento da infertilidade.

É importante lembrar que a Síndrome dos Ovários Policísticos e a presença de cistos no ovários são coisas diferentes, mas que podem ser confundidas, por isso é necessário um diagnóstico do ginecologista para que ele avalie a quantidade e tamanho dos cistos, além dos sintomas apresentados.

Compartilhe: