MENU

Os desafios do administrador na pandemia

Comemorado em 9 de setembro, a data reforça a participação da área da administração em diferentes ocasiões e negócios, além de mostrar reinvenção na pandemia

às 13h58
Compartilhe:

Administrar uma escola, um restaurante, um hotel. De cara, muita gente acha que são profissões de determinadas áreas que participam e se envolvem em todos os assuntos de uma empresa. Que um diretor lidera um colégio ou um gerente comanda um resort. Mas, o que está por trás de todas as decisões e a organização de qualquer negócio é o administrador, o profissional que vai coordenar atividades, analisar o sistema interno e se envolver com diversos assuntos de uma instituição, como a logística, o marketing e a liderança.

Na pandemia, com os negócios de forma virtual, o administrador também teve que se adaptar e mudar os meios de comunicação e práticas. “Continuamos a garantir a eficiência, competitividade e performance do negócio. A adaptação e a reinvenção ocorreu no comportamento dos profissionais e na habilidade deles de colocarem flexíveis aos novos movimentos dos mercados. O que requereu a obtenção de novas competências como a capacidade de gerir a distância”, ressaltou Joebson Oliveira, administrador e coordenador do curso de Administração da Unit-PE.

Segundo ele, a administração é uma ciência que confere ao profissional competências para atuar em diversas áreas de uma empresa como: gestão comercial, RH, planejamento, marketing, logística, financeiro, entre outros. O papel da administração é manter o negócio em movimento, com processos e estratégias eficientes, em prol de resultados macros”, explicou Joebson. 

Nesta quinta (9), é o Dia do Administrador. A data surgiu com a Lei nº 4.769/65, que criou e regulamentou a profissão no Brasil. Ela foi assinada no mesmo dia, no ano de 1965. Desde então, nasceu a necessidade de apresentar que existe um profissional qualificado em todo processo operacional. 

Futuro

Nos próximos anos, a ideia é continuar o que está se praticando hoje, com a mudança para os meios tecnológicos, abrangendo mais locais e pessoas. “Para o futuro, a competência mais exigida é a comunicação com o digital. Isso porque a pandemia levou as pessoas para o on-line, fortalecendo esse novo método de consumo”, falou.

O coordenador ressalta, ainda, a importância da mudança e da evolução na área da administração, que virá com os novos estudantes, futuros administradores. “Eu espero uma renovação, onde os novos administradores terão em sua essência o compromisso com a missão do negócio e, especialmente, com o seu crescimento contínuo”, finalizou Joebson, que também é responsável pelo Núcleo de Carreiras da Unit-PE.

Compartilhe: