MENU

Facepe: quem pode aderir bolsas de iniciação científica

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco oferece bolsas para alunos que desenvolvem pesquisas de iniciação científica no estado

às 19h57
Imagem: Acervo FACEPE
Imagem: Acervo FACEPE
Compartilhe:

Sediada no centro do Recife, a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE) publica editais para submissão de pesquisas de iniciação científica para alunos dos cursos de ensino superior de todo o estado de Pernambuco. O órgão regulamenta que todos os alunos, sem vínculo de estágio remunerado, cursando desde o primeiro até o penúltimo período do curso participem dos editais.

As normativas incluem além disso, mais três requisitos, veja quais são eles:

1. Ter currículo acadêmico hospedado na plataforma do lattes, base de dados e currículos criada e mantida pelo CNPq;

2. Disponibilidade de 20 horas semanais para dedicação exclusiva à pesquisa;

3. Não possuir vínculo empregatício de qualquer natureza;

Por meio de solicitação partindo do candidato a bolsas de iniciação científica, a Facepe custeia não só pesquisa científica e tecnológica, mas também atividades e projetos relevantes para os avanços da ciência, tecnologia e inovação local.

Os recursos ofertados pelo órgão não são reembolsáveis, porém a regulamentação de bolsas e subvenção econômica, conforme edital, exigem prestação de contas.

A Facepe foi instituída através da Lei nº 10.401 de 26 de dezembro de 1989, o princípio básico da instituição era, como é até os dias de hoje, estar vinculada a Secretaria de Ciência Tecnologia e Meio Ambiente, e assim fomentar o desenvolvimento do estado nos aspectos da inovação e conhecimento de produtos, serviços e processos com retorno no âmbito socioeconômico de todo o território pernambucano.

Compartilhe: