MENU

Estudo ativo ou passivo: qual escolher?

Cada um tem suas vantagens e funções

às 12h59
Compartilhe:

Existem diversas formas de estudar. Há quem prefira escrever, outros, gostam de ler e memorizar e uns apenas prestam atenção em sala de aula, tirando dúvidas com o professor e usando o celular para fotos. Mas existem dois tipos de estudo, o ativo e o passivo, e cada um tem suas vantagens e funções para a vida acadêmica. 

O estudo passivo é quando o estudante apenas recebe as informações, sem fazer nada com elas. Pode ser vendo um vídeo na internet, assistindo uma aula na sala da faculdade, escutando podcast ou lendo um livro. Não é um tipo de ação, já que o estudante não resolve questões, escreve ou executa, ele apenas vai prestar atenção no que está sendo transmitido. 

Já o estudo ativo é quando o aluno consegue fazer ações a partir das informações recebidas. Pode ser fazendo um resumo, anotações, atividades ou resolvendo questões. Ele ajuda porque é uma prática, e consegue fazer com que o estudante treine para provas, simulados e outros exercícios. É uma parte também em que o cérebro é mais usado e exercitado, já que envolve memorização e mais aprendizagem.

Na hora de escolher qual usar para o estudo, o aluno precisa ver qual funciona melhor em sua vida. Mas por que não combinar ambos? É possível usar os dois, ativo e passivo, e ir mesclando na vida acadêmica. Para começar, uma boa dica é prestar atenção a aula da faculdade e anotar os pontos importantes ditos pelo professor; ou até mesmo assistir uma vídeo aula na internet e depois fazer um resumo sobre o tema: assim, teoria e prática conseguem ficar alinhadas. 

Compartilhe: