MENU

Conheça principais procedimentos estéticos para a terceira idade

Tratamentos ajudam a melhorar a autoestima e a confiança em idosos.

às 19h53
Compartilhe:

Práticas envolvem cuidado com a pele, cabelo e unhas

Os procedimentos estéticos vêm se tornando cada vez mais procurados, independente da idade. E um grupo que não abre mão dos serviços focando tanto no bem estar quanto para melhorar a autoestima e confiança, é a terceira idade. 

Com o passar dos anos, a pele fica sujeita às consequências de fatores externos, como raios solares e poluição. Diante disso, é natural a ocorrência de manchas, flacidez e linhas de expressão. O cabelo também muda: se torna mais poroso, podendo ficar mais enfraquecido e com quebra, devido à alterações hormonais e exposições. “Quando nós envelhecemos, o metabolismo diminui e fica mais lento, modificando a produção hormonal e o sistema capilar”, explica Rebeca Rocha, professora de Estética e Cosmética da Unit Pernambuco e especialista em Tricologia. As unhas sofrem processo semelhante, ficando mais ressecadas, quebradiças e finas. Por isso, os procedimentos estéticos são aliados na hora de conservar essas áreas do corpo.

Várias técnicas estão disponíveis para pessoas que estão na terceira idade. Na pele, a toxina botulínica é uma delas. Através de aplicação com agulhas, ela age como um paralisante muscular, diminuindo as rugas em diversas partes do rosto. A sua duração é de seis meses, podendo ser feita reaplicação. Outra opção é a aplicação de ácido hialurônico, – que, com o passar dos anos, sofre redução no organismo – preenchendo rugas, depressões e sulcos. 

O microagulhamento, técnica aplicada através de um rolo com microagulhas, estimula a produção de colágeno, melhorando a flacidez e o aspecto geral da pele. O peeling químico também é bastante popular, agindo também na região, promovendo o rejuvenescimento e o combate às manchas e rugas.

Corpo

Para o corpo, também existem técnicas diversas, como a radiofrequência e a terapia vibro-oscilatória, que reduzem a gordura localizada e a flacidez. Já para o cabelo, Rebeca explica: “É preciso ter uma vida saudável, manter uma alimentação rica em vitaminas, fibras, minerais e ingerir muita água, para que o folículo capilar consiga receber oxigênio e nutrientes”, salientou a professora. A especialista dá dicas de tratamento: “É recomendado usar ativos de ação antiinflamatória e antioxidante, que melhoram a fibra capilar, otimizando a entrega dos nutrientes na região”, recomendou. 

Já para as unhas, a área de podologia oferece opções para corte, limpeza, hidratação e tratamentos nos pés e mãos. Atualmente, com os procedimentos, não há dúvida: é possível, sim, encontrar diversas soluções para as alterações naturais da terceira idade. 

Compartilhe: