MENU

Como ensinar o valor do dinheiro para os filhos?

Quando as primeiras lições de educação financeira acontecem na infância, os filhos aprendem muito mais fácil o valor do dinheiro

às 19h38
Noções de educação financeira ensinadas desde a infância ajudam as famílias a evitar a inadimplência e melhorar a relação com o dinheiro (Unsplash)
Noções de educação financeira ensinadas desde a infância ajudam as famílias a evitar a inadimplência e melhorar a relação com o dinheiro (Unsplash)
Compartilhe:

Uma das primeiras reações que a gente tem quando consegue juntar um dinheiro a mais é se perguntar: “Por quê não fiz isso antes?”. Montar um planejamento financeiro não é fácil, mas quando se aprende educação financeira desde cedo, isso fica muito mais intuitivo. Desta forma, ensinar o valor do dinheiro para os filhos é essencial.

A Confederação Nacional do Comércio (CNC) divulgou recentemente uma estatística sobre o endividamento das famílias brasileiras. Em agosto, uma em cada quatro famílias tinha contas em aberto, o equivalente a cerca de 25,6% do total, sendo que 10% delas não conseguiriam quitar as dívidas no mês seguinte, mesmo que quisessem.

Segundo especialistas em finanças, a inadimplência poderia ser evitada em muitos desses casos com noções básicas de educação financeira. “Seria fundamental termos os conceitos básicos de educação financeira nas escolas, pois esse conhecimento se faz necessário na vida de todas as pessoas, no entanto, para a nossa sociedade isso é considerado uma atribuição das famílias. O papel delas é o de fixar os limites do quanto pode ser gasto, porém, por não terem tido educação financeira, muitas famílias não se preocupam em passar esses conceitos a diante”, analisa o professor de economia Lucas Sorgato, do Centro Universitário Tiradentes (Unit Alagoas).

A melhor forma de introduzir os conceitos de educação financeira com as crianças é através de jogos, ou seja, premiando até mesmo em dinheiro alguma coisa que não pode ser vinculada ao lado afetivo, mas sim, a alguma conquista possa ser recompensada. “Podemos utilizar vários mecanismos como estímulo, por exemplo, boas notas na escola, o cumprimento de tarefas, entre outras atividades, e dar pequenas recompensas que não permitem que as crianças saiam esbanjando, mas que a longo prazo permite a construção de uma poupança. Desta forma introduzimos o assunto e iniciamos as primeiras lições de educação financeira”, ressalta o professor. 

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: