MENU

Clínicas da Unit-PE retomam atendimento na nova sede

De segunda a sexta, são oferecidos serviços à população nas áreas de Odontologia, Estética, Fisioterapia e Psicologia

às 16h10
Compartilhe:

Com a inauguração da nova sede, o Centro Universitário Tiradentes (UNIT-PE) retoma os atendimentos à população, no Centro Integrado de Saúde, na Imbiribeira. São oferecidos serviços na área de Odontologia, Estética, Fisioterapia e Psicologia, com multidisciplinaridade na prevenção, reabilitação e tratamento em todos os ciclos da vida. O atendimento é agendado e está disponível, durante a semana, a moradores do Recife e Região Metropolitana. Todos os serviços são realizados pelos alunos com a supervisão de profissionais.

“A partir da verificação de disponibilidade de vaga, o paciente é encaminhado para avaliação. Caso se enquadre na necessidade de atendimento mediante a nossa demanda, o tratamento é iniciado. É paga uma pequena taxa por semestre”, explica Ivanacha Carneiro, coordenadora do Centro Integrado de Saúde da Unit. 

O Centro Integrado de Saúde funciona de segunda a sexta-feira, nos períodos da manhã, tarde e noite, na Avenida Mascarenhas de Moraes, nº 3905, Imbiribeira, ao lado do Geraldão. Para agendamento e mais informações, o telefone é (81) 3878-5141. 

Serviços

Na área da Psicologia, o público conta com psicologia clínica e plantão psicológico. Na Odontologia, estão disponíveis tratamentos odontológicos como restauração, endodontia com tratamento de canal de até dois condutos, periodontia para tratamento de gengiva, cirurgia oral, próteses parciais, totais e fixas unitárias. Já na Fisioterapia é oferecida fisioterapia neurofuncional pediátrica e adulto, respiratória, traumato-ortopédica e reumatofuncional e, no campo da Estética, cuidados com a pele, unha e cabelo.

Importância

Para Ivanacha Carneiro, coordenadora do Centro Integrado de Saúde, o local é ponto de pesquisa, estudo e inovação. “Temos a missão de prestar assistência qualificada a todo cidadão dentro dos princípios dos órgãos fiscalizadores, formar e qualificar profissionais, desenvolver a pesquisa científica e divulgar o conhecimento produzido, tornando-o acessível a quem tiver interesse”, salientou.

Os estudantes também ganham com a iniciativa, unindo teoria e prática, além de manter contato com a sociedade. “Para o aluno, é de extrema importância, por possibilitar a vivência de todas as práticas profissionais e atendimentos aos pacientes, fazendo com que a relação instituição-comunidade se aproxime”, reforçou Ivanacha.

Compartilhe: