MENU

Cerimônia do Jaleco reúne estudantes da Fits Piedade

Noite marca nova etapa na vida dos futuros médicos

às 14h06
Compartilhe:

“Hoje, vamos descobrir que o jaleco é um importante equipamento de proteção individual, mas, além disso, ele significa vestir-se de amor, doação e cuidado ao próximo”, assim, marcada por emoção e conhecimento, foi iniciada a noite da Cerimônia do Jaleco no Centro Universitário Tiradentes, na última sexta-feira (21). 

Os estudantes do primeiro período do curso de Medicina da Fits Piedade, juntamente aos seus familiares, foram recebidos na Unit-PE para dar seguimento à tradição dos cursos de saúde. A coordenadora e professora do curso de Medicina, Rita Hoffmann, afirma que o evento simboliza o momento em que os alunos colocam a vestimenta pela primeira vez, comprometendo-se com a saúde e reafirmam o seu compromisso em cumprir as medidas de proteção contra o risco biológico. 

“É um momento ímpar na vida de todo mundo. Acho que é, a partir de agora, que a ficha realmente vai cair. Ter nossa família aqui é a prova viva de que não estamos sozinhos nessa caminhada e que temos alguém para nos acompanhar em todo o percurso, que não é fácil, mas que no futuro vale muito a pena”, diz Daniel Ribeiro, representante da turma, acompanhado por seu pai, Adailton, que conta sobre o sonho do filho. “Desde os 2 anos de idade, quando ele frequentava pediatra, já tinha o direcionamento para a medicina. Ele é um menino especial e, viver cada passo e conquista, é muito único”, relata.

A Cerimônia do Jaleco, além de ser um ritual de iniciação na vida acadêmica, também marca a entrada dos jovens no universo da saúde e representa o cuidado que eles têm que ter durante toda a sua trajetória. Diogo Galvão, pró-reitor acadêmico, afirma que o objetivo de trazer os familiares e amigos dos estudantes é comemorar, junto à família Fits, a realização de um sonho, se integrar e construir a carreira de cada aluno. “Apesar das dificuldades do curso, me sinto confortável, porque estou recebendo muito apoio, tanto dos meus familiares quanto da Fits”, conta Marina Santana, aluna da instituição.

Compartilhe: