MENU

Banho de argila – Alunas desvendam propriedades do tratamento natural


às 12h05
Compartilhe:

TABLET MARTA 103A argila é reconhecida como uma das primeiras formas de medicina natural conhecidas pelo homem, tendo sido usada pelas suas virtudes terapêuticas ao longo dos séculos, principalmente pelas civilizações mais antigas, como os egípcios e gregos.

Atualmente, o tratamento com a forma rudimentar de barro, é utilizado devido a sua capacidade de extrair toxinas e substâncias nocivas do organismo, produzindo efeitos antissépticos e antimicrobianos, por conta do seu grande poder de absorção.

Por conta de tamanhas propriedades, um grupo de alunas do 4º período, de Estética e Cosmética, formado por Andressa Godoi, Cristiane Aleixo, Evely de Carvalho, Ivaneide Moura, Jocasta Santos, Karina Souza, Marta Simplício e Roseane Teixeira, desenvolveu durante um estudo sobre a estética e o meio ambiente.

O objetivo era pesquisar a importância e a abrangência dos recursos naturais nos procedimentos estéticos.

A atividade inserida dentro da disciplina de Projeto Integrador I, teve a coordenação da professora Nely Varela, que orientou que a pesquisa tivesse início através de fontes e dados bibliográficos, além da visita de campo, para identificação dos tipos, características e composições da argila.

foto14Segundo a professora, o ponto alto da iniciativa foi a visitação do grupo de alunas a um dos balneários onde ocorrem os “banhos de argila”, em Itapuama, localizada no município do Cabo de Sto. Agostinho, distante cerca de 41km da capital.

Lá, as futuras esteticistas foram recebidas com um café da manhã, para em seguida, receber orientações sobre o percurso da trilha, feita sob a companhia de uma equipe composta por bióloga, fotógrafa e o Sr. Mauro, responsável pelo local.

“Segundo a aluna Marta Simplício, o passeio explorador teve a duração aproximada de 60 minutos, sendo os mais enriquecedores que ela e as amigas já tiveram. “O local destinado ao banho é um rio de água corrente com extensão argilosa. Na busca pelos efeitos terapêuticos, os visitantes recobrem a área desejada e após secar, retiram a argila fazendo uma esfoliação física e biológica. No final, complementam com uma massagem relaxante realizada por um massoterapeuta as margens do rio”, explicou.

Ainda dentro da atividade, as alunas distribuíram um questionário com perguntas aos visitantes para compor o relatório e o resumo cientifico, necessários para conclusão da disciplina.

Dentre as perguntas, questionamentos que levavam em conta os motivos que os levou a experimentar o banho, o conhecimento dos benefícios estéticos e terapêuticos oferecidos pela argila e qual a sensação a argila proporcionava quando aplicada na pele.

Argila – Formada por uma mistura de vários minerais: caulinite, ilite e montemorilonite, resulta da metamorfose de rochas naturalmente ricas em sais minerais. É composta principalmente por silicatos de alumínio hidratados, no entanto, podem ainda encontrar-se nas argilas, diversos oligoelementos, como o titânio, magnésio, cobre, zinco, alumínio, cálcio, potássio, níquel, manganês, lítio, sódio e ferro.

Compartilhe: