MENU

Era Figital: entenda o conceito e seu impacto

No mundo tecnológico e virtual, nascem novas formas de comunicação e relacionamento

às 13h43
Compartilhe:

Tecnologia. Conexão. Virtual. Internet. Esses conceitos, desde que o mundo se tornou globalizado, vêm se tornando cada vez mais conhecidos e utilizados por várias pessoas. Foi nesse contexto que nasceu o termo “figital” – é a fusão entre o físico e o digital, que combina a relação entre empresa e cliente, em que são ofertados não produtos, mas sim, experiências. De acordo com o estudo Digital 2022: Global Overview Report, publicado pelo site Datareportal, em janeiro o mundo se aproximou da marca de 5 bilhões de usuários de internet. Isso representa quase 63% da população do mundo. O número também aumentou 4% em relação a 2021 – significa que as pessoas estão cada vez mais conectadas e voltadas para o “modo” virtual, resultando em várias adaptações para esse meio. 

O “figital”, é realmente uma experiência: em relação a uma empresa, ela pode promover essa fusão na forma de vender um produto. Na parte física, existem as formas sensoriais, ou seja, cheiro e tato, enquanto o digital está presente no fato de o usuário ter acesso às informações, comparar preços e pesquisar eficientemente – fazendo tudo isso em casa, com aparelhos eletrônicos. Essa integração é benéfica para um negócio. Existem várias etapas na hora da compra e a internet, por ser simples, rápida e eficaz, participa ativamente desse processo. Uma pessoa antes de ir até uma loja, pode pesquisar o produto em diversos sites. Depois, ela pode selecionar se quer receber em casa ou até mesmo se quer retirar no local – aí é que entra o “figital”. Também há estabelecimentos que vendem os itens presencialmente, mas os descontos estão em aplicativos, com a leitura de QR codes. Ou seja, não existem barreiras entre os meios. 

Perspectiva e uso – Para se adaptar a essa união, é preciso sempre observar a vontade do consumidor. Para ser e usar o “figital”, enfim, deve-se aderir à multiplicidade. Ter canais de atendimento online, nas próprias redes sociais ou aplicativos; oferecer compras híbridas, como “compre online, retire na loja e não pague frete”, unindo os dois meios e ainda ofertando um benefício ao cliente; e criar conteúdos online para os consumidores: seja um curso, live, orientação ou post: o engajamento é ponto chave. 

Compartilhe: