MENU

Acadêmicas de Enfermagem vivenciam rotina das Unidades de Saúde


às 19h03
Compartilhe:

Uma atividade que visa promover a saúde e a atenção básica à população. Assim é o Estágio Supervisionado Obrigatório das acadêmicas do 10º período, de Enfermagem, da Faculdade Integrada de Pernambuco – UNIT.

O grupo composto por 33 alunas vêm realizando atendimentos a mulheres e crianças, e palestras sobre higiene, pressão alta e diabetes, em Unidades Básicas de Saúde, no município de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana.

Localizada há 20km da capital, a cidade conta com uma população de 100 mil habitantes, que em grande parte depende exclusivamente da única Unidade de Pronto Atendimento – UPA e dos 16 Postos de Saúde da Família (PSFs) existentes na região.

A iniciativa pretende inserir as enfermeirandas – alunas prestes a concluir o curso – na movimentada rotina de prestação de serviços de saúde à população, solucionando demandas e proporcionando bem-estar aos pacientes.

Segundo a coordenadora da graduação em Enfermagem, professora Karla Romana, a prática é de fundamental importância para futuras profissionais. “Ao colocarmos as estudantes para interagir com pacientes que estão em busca de atendimento, despertamos a necessidade da urgência, sem deixar de lado, a humanização no trato com as pessoas”.

De acordo com definição do Ministério da Saúde, a humanização é uma estratégia de interferência no processo de produção de saúde “levando em conta que sujeitos sociais quando mobilizados são capazes de transformar realidades, transformando-se a si mesmos neste processo”.
Em outras palavras, a prática da humanização é a retomada dos valores éticos e morais, que devem permear a atuação dos profissionais que lidam diretamente com a pessoa humana.

“É através da humanização, que ocorre o envolvimento da profissional em Enfermagem com a solução do problema do paciente. A aproximação muitas vezes pode até minimizar o tempo de internamento ou melhora no estado de saúde”, finalizou Karla Romana.

Compartilhe: